Essenciais para a Fibromialgia

Para quem tem Fibromialgia sabe bem que há dias em que não é nada fácil manter o mínimo do conforto possível e levar com a vida para a frente. Para quem não tem mas conhece alguém este post também pode ser interessante! Vou mostrar quais são os meus aliados para controlar esta companheira de vida, espero de alguma forma conseguir ajudar-vos! 

Manta

Tal como disse, o conforto é uma das coisas mais importantes para uma pessoa com Fibromialgia. Para me ajudar nesta parte, estou praticamente sempre enrolada numa manta e com uma almofada confortável nas costas.

Saco quente

A temperatura corporal é um dos grandes fatores para impedir ou diminuir as tão nossas conhecidas dores. Para além da manta que nos ajuda a aquecer, recorro bastantes vezes ao saco de gel que basta ser ligado à tomada. É prático e a temperatura mantém-se durante bastante tempo. 

Gengibre, curcuma e pimenta

Inflamação. Aquela palavra que nos assusta e que estamos constantemente a lutar contra. Mas eu posso ajudar. Como sabem não tomo medicamentos químicos para controlar a Fibromialgia por isso recorro a produtos da Natureza como a curcuma, canela, pimenta e gengibre, que são ótimos anti-inflamatórios. 

Se estiverem com algumas dores e não quiserem tomar comprimidos, tenho a solução – Leite Dourado

Música relaxante e tempo para introspecção

Certamente já ouviram falar que o stress, ansiedade ou qualquer situação que nos tire a serenidade é um grande fator que poderá desencadear uma crise de dores. Eu bem sei que é difícil, mas é realmente necessário que todos os dias, ou alguns dias da semana, se tirem uns minutos ou até uma hora para meditar ou fazer algo que nos descontraia. Pessoalmente, que ando sempre com o cérebro a mil à hora, prefiro colocar músicas relaxantes, acender uma vela e agradecer mentalmente tudo o que tenho. Se tiver algum problema, paro e penso o que poderei fazer, o que não está no meu controlo e que, se não puder fazer mais nada, tento afastar-me da situação e repor (ou tentar!) a minha serenidade mental. É fácil? De todo. Mas é algo que se tem de tentar e de melhorar. 

Deixo aqui algumas músicas que me ajudam a relaxar ♡

 

 

Agenda

Eu não sei se isto se aplica a todos os que têm Fibromialgia, mas eu ando sempre tão stressada em querer fazer tudo que depois acabo por não fazer metade do que gostaria. O que me salvou foi a minha agenda e um quadro branco onde posso escrever tudo o que preciso de fazer e organizar-me da melhor forma. 

Garrafa de água

Eu já referi este pormenor várias vezes aqui no blog, mas nunca é demais relembrar. Um corpo que está inflamado está mais ácido do que deveria estar. Sendo assim, temos de fazer o melhor que pudermos para diminuirmos essa acidez. Beber água com pH superior a 7 é uma das formas de combater a acidez. Atenção que beber água não é beber um copo ou dois por dia, mas sim beber pelo menos 1,5 litros de água, diariamente. 

Comida do bem

Como vocês sabem, eu sigo uma alimentação 100% vegetariana, evito o trigo e o consumo de glúten e de açúcares adicionados. Porquê? Porque tudo o que evito aumenta exponencialmente a inflamação ou aumenta a acidez do corpo que leva ao aumento da inflamação. 

Sei que muitos não acreditam nesta vertante natural de controlar a Fibromialgia, mas para quem me conhece sabem que passei de não conseguir tomar banho, abrir uma garrafa de água ou conduzir para alguém que anda de bicicleta, trabalha e trata da casa. 

Existem suplementos (conseguem encontrar suplementos naturais) que conseguem repor o que o nosso corpo precisa como o magnésio, vitamina D, etc. Não tomem nada sem se aconselhar com o vosso naturopata ou médico. Cada corpo tem necessidades diferentes!

Sendo assim, deixo-vos aqui uma tabela que mostra a acidez dos alimentos 

Se tiverem dúvidas ou precisarem de mais informação entrem em contacto comigo!

Cama confortável

Lembram-se de ter falado de conforto? Uma noite mal dormida pode ser extremamente debilitante para um fibromiálgico. É muito difícil ter o merecido descanso, com qualidade, se o corpo estiver com dores, seja em que posição se encontrar. A minha solução foi comprar um sobre-colchão, neste caso, do IKEA, com memory foam. Basicamente, esta camada vai-se moldar ao vosso corpo, permitindo que este não esteja a ser forçado em nenhuma parte e,  que mesmo assim, esteja a ser suportado. 

Exercícios de alongamento

Este tópico também já foi falado no blog. Por mais dores ou cansaço que se tenha é imprescindível exercitar o corpo: uma caminhada, yoga, pilates, etc. Algo que seja controlado, com pouca intensidade e que vos permita descontrair. Para os dias em que se estão a sentir com os músculos ou articulações “presas” recomendo estes exercícios de alongamentos

16 Replies to “Essenciais para a Fibromialgia”

  1. A minha mãe tem fibromialgia desde os 40 anos, surgiu durante umas férias de verão em Madrid e foi muito penoso porque a ela teve muitas dores, não conseguia estar de pé. Inicialmente diziam que era depressão, mas alguns anos mais tarde conseguiram o diagnóstico. Hoje em dia já nem liga às dores porque já se habituou a tê-las.

    Gostei imenso do post, para mostrar às pessoas, que a Fibromialgia não é uma doença de gente doida que passa a vida a queixar-se. É uma realidade.

    Beijinhos Sarinha!

    1. Ohh obrigada por contares a história da tua mãe! Pena ela ainda ter dores! Um grande beijinho e obrigada ❤️

      1. Actualmente já tem muito menos, mas naquela altura quando despoletou o pico da doença tinha eu 11 anos, ela chegou a andar de colar cervical durante uns 3 ou 4 anos e tinha o olho esquerdo mais fechado. Dores musculares etc.

        1. Pois bem sei, espero que as dores diminuam ainda mais ou até desapareçam ❤️

          1. Obrigada querida Sara <3

  2. mygentlemanside says: Responder

    Não imagino como seja esse desconforto, mas espero mesmo que estas pequenas coisas que referiste hoje ajudem.

    Temos é de manter a calma e enfrentar um “problema” de cada vez. #keepitstrong !

    1. Verdade! 🙂 Obrigada pelo teu positivismo!

  3. Obrigada por compartilhar esta história! Aprendi muito que não sabia

  4. Muito boa informação! Detalhes até que desconhecia desta doença e como lidar com ela. Obrigada pela partilha . Está muito bem escrito e apetecia ler mais ! Beijinhos e muita força para aqueles dias que custa subir a escada rolante que desce !

    1. Muito obrigada! Amei esse expressão “subir a escada rolante que desce” descreve muito bem! Um beijinho*

  5. Conheço alguém que tem. Partilhei, pois pode sempre ajudar alguém.

    1. Obrigada! ❤️

  6. Aconselho este site, https://nutritionfacts.org/, para mim tornou-se quase uma “biblia” após ter deixado de comer “bichos mortos” e sucedâneos; possui variada informação para quem quer fazer uma vida saudável e ética. Para o seu caso alguns dos artigos e videos no endereço https://nutritionfacts.org/?s=FIBROMYAL GIA

    1. Obrigada! 😊

  7. Adoro este tipo de posts em que aprendo sempre algo. Não conheço ninguém com esta doença mas sei que tu arranjas sempre uma solução para tudo porque, definitivamente, és um miúda com muita força de vontade.
    Obrigada pela tua maravilhosa partilha.
    Um beijinho
    https://amaria-do-mar.blogspot.com/

    1. Ohh muito obrigada ❤️ um grande grande beijinho

O que achaste? Conta-me tudo!