Entrevista a: Uma no cravo

Olá a todos! Eu sei que digo sempre isto, mas desta vez é mesmo uma entrevista diferente! Sabem porquê? Porque a pessoa em questão não é vegetariana! Penso que seja interessante ver o ponto de vista dos dois lados por isso entrevistei a Judite do Uma no Cravo.  

Estou muito contente com esta entrevista! Mostra um ponto de vista diferente e traz mais diversidade aqui às nossas Entrevistas. Se gostavas de ser entrevistado ou conheces alguém interessante diz-me! Agora peguem nas pipocas e vamos à entrevista!

Sei que não és vegetariana, no entanto, o que pensas de nós?

Penso que são pessoas mais conscientes! Tanto a nível de saúde como nas questões do meio ambiente. E penso também que são pessoas corajosas, principalmente quem já o é há muitos anos – a minha irmã mais velha é vegetariana há mais de 20 anos e na altura não havia opções para ela nos Supermercados “normais” (ela comia ovos para substituir a carne e o peixe e de vez em quando comprava Soja na ervanária).

Conheço várias pessoas Vegetarianas e três Vegans. E as conversas que tenho com elas sobre o assunto baseiam-se em bons conselhos para a minha saúde e partilhas interessantes do que as levou a esta mudança de estilo de vida. Todos me alertam sobre o que se passa no mundo mas nunca me julgam por fechar os olhos a essas coisas. Até brincamos com o assunto – uma amiga minha uma vez ofereceu-me uma t-shirt com um porquinho a dizer “Bacon Had a Mum”.

E o melhor disto tudo é que sempre que como com elas tenho direito a refeições deliciosas.

O que faz com que não coloques a opção de seres vegetariana?

Olha Sara nem sei o que te dizer… Não há uma resposta para esta pergunta que me deixe com muito orgulho. Vou ter que justificar com dois pecados mortais: a Preguiça e a Gula. A Preguiça de mudar a 100% os meus hábitos alimentares e a Gula no que toca a determinados alimentos.

Imagina que farias a transição para vegetariana. Quais achas que seriam as maiores dificuldades que terias?

Depende do nível de mudança. Ou seja: deixar só a carne e o peixe acho que seria mais fácil (há imensas alternativas aqui em Zurique – o que me ia custar mais era deixar de comer Sushi). Mas adoptar uma alimentação Vegan era mesmo complicado. Aí o meu queijinho… Tinha que reaprender a comer. As minhas amigas Vegan já me disseram que há inúmeros alimentos que têm produtos de origem animal e nem fazemos ideia!

Comes mesmo tudo, ou existem alimentos que evitas? Se sim, quais e porquê?

Acho que a única coisa que cortei (ao ponto de já me pedirem em casa e não ter) foi o açúcar. Claro que o açúcar está em todo o lado, digo o açúcar que eu colocava nas coisas – no café, nas sobremesas, etc. Mas vá, este é tão dispensável que nem deve contar como um alimento 😛
Estou também a meio da mudança de substituir o leite por bebidas vegetais (a tentar descobrir a que gosto mais) e do iogurte normal pelos iogurtes de soja.

Claro que a consciência também manda ter atenção aos fritos e às gorduras, mas isso não tem a ver com os alimentos mas sim com a forma como os preparamos. Afinal de contas ser Vegetariano e ser saudável são coisas distintas.

Eu como de tudo. Mas não é por não ser Vegetariana que tenho que pôr carne ou peixe em todas as refeições. Pelo contrário! Adoro cozinhar com Tofu e em minha casa há sempre salsichas e hambúrgueres vegetarianos.

IMG_20180415_232847_497

Se te tornasses vegetariana seria com base no ambiente, saúde crueldade animal? Porquê?

Em tudo! Mas a escolher só um escolho a saúde. Já vi vários documentários sobre o assunto e é assustador. E acho que quanto ao ambiente e à crueldade animal mesmo sem sermos Vegetarianos podemos (e devemos) ajudar a terminar com tanta maldade – basta mudar alguns hábitos e escolher melhor os sítios onde compramos determinados produtos.

Que mensagem gostarias de deixar aos não vegetarianos e aos vegetarianos?

Que devemos pensar no nosso bem-estar sem esquecer o bem-estar do outro. Acima de tudo devemos agir com consciência.

Os Vegetarianos devem ter orgulho nas suas mudanças e na forma como cuidam de si e do meio à sua volta. E obrigada por partilharem connosco os seus “Porquês” e nos deixarem de água na boca com os seus pratos deliciosos (não é menina Sara?).

Aos não Vegetarianos apenas posso pedir que se informem. Que não se fiquem pelo “Aí o normal é comer carne, sempre foi assim”. Ouçam, vejam e leiam! Não faltam informações sobre a crueldade animal, sobre a pegada ecológica e sobre os malefícios à nossa saúde. Para que daí para a frente façam melhores escolhas, nem que pequininas (passo a passo) para o bem de todos 😊

 

Obrigada! 

OBRIGADA EU MINHA QUERIDA! E continua com este teu EXCELENTE trabalho ♡

Curiosos?

Blog: https://umanocravo.wordpress.com/

Facebook: https://www.facebook.com/umanocravo/

Instragram: https://www.instagram.com/umanocravo/

 

20180415_232357

13 Replies to “Entrevista a: Uma no cravo”

  1. Gostei muito de ler. Acho uma ótima opção para quem não segue uma alimentação estritamente vegetariana incluir refeições vegetarianas. Além de ser saudável é uma forma de familiarização com outro tipo de alimentação que eventualmente, um dia mais tarde, facilitará a mudança. Beijinhos

    1. Sara Canhoto says: Responder

      Que bom que gostaste Ana! Um beijinho*

  2. Parabéns Sara por mais esta entrevista super interessante que ajuda – mas uma vez – a desmistificar esta questão relativa ao Veganismo =)

    Adorei! Beijinhos!

    1. Sara Canhoto says: Responder

      Muito obrigada pelas tuas palavras Ana! ❤️ Um beijinho

  3. Fico de coração cheio por ter um pedaço de mim no teu Blogue 😊 Obrigada pelo convite e parabéns pelo teu empenho neste projeto. És uma mulher incrível ❤️ Beijinhos!

    1. Sara Canhoto says: Responder

      Ohh obrigada Ju ❤️❤️ é um prazer ter-te aqui! Um beijinho 😘

  4. Olá adorei a entrevista, está espetacular. é fundamental todos nós termos os dois lados da “moeda” sobre o que é bom para nós e sobre o que não é bom , relativamente ao veganismo.
    Eu própria ainda nem sei se seria capaz de modificar a minha vida e a minha alimentação…
    Um beijinho

    1. Sara Canhoto says: Responder

      Que bom que gostaste querida! ❤️ Um grande beijinho 😘

      1. Beijinho 😘

  5. “Que devemos pensar no nosso bem-estar sem esquecer o bem-estar do outro. Acima de tudo devemos agir com consciência.” Nem mais, não poderia concordar mais com o que ela escreveu. Gostei bastante desta entrevista porque dá o outro ponto de vista 😀

    Beijinhos <3

    1. Sara Canhoto says: Responder

      Obrigada Daniela ❤️ A Judite é uma pessoa cheia de amor, só podia sair daqui coisa boa ehehe

  6. Daniela Duarte says: Responder

    Boa entrevista! Entrevistada consciente, já é um caminho 😉
    Beijoca

    1. Sara Canhoto says: Responder

      Boa! 😘😘

O que achaste? Conta-me tudo!