Dicas para uma semana mais fácil

Há dias que precisamos de ter tudo praticamente pronto para levar e não está nada feito, certo? Ou precisávamos de um snack, ou não sabemos o que levar para almoçar e nada de nada no frigorífico. Isto acontecia-me (ainda acontece, mas menos vezes, para ser sincera) antes de começar a organizar a alimentação para a semana. Neste post venho mostrar-vos o que costumo fazer para aguentar uma semana de stress e trabalho, sem me preocupar (muito!) sobre a alimentação. Vamos ver? 

Snacks para a manhã e/ou tarde

É essencial estar sempre prevenido e ter um snack na mala caso demorem mais tempo nalguma situação e não possuam nenhum sítio que venda comida “decente”. No meu caso, levo sempre snack dentro da mochila para tirar uns 10 minutos no meu trabalho e repor energias. Como já mostrei neste blog, os meus snacks de eleição são as barras (aqui) e o pudim de chia (encontra-se neste post). 

No caso das barras costumamos (eu e a minha mãe) fazer uma dose (tal como está na receita) ao fim de semana. Não demoram muito tempo a serem feitas, preservam-se facilmente no frigorífico e a dose dura a semana toda (isto se não assaltarem o frigorífico a meio da semana!). Vamos variando as especiarias, sementes e ninguém se farta delas. É algo fácil de levar e pode-se comer em qualquer lado!

4af2d6ce901d449f88e0bd47c454fa97

Quanto ao pudim de chia, existem duas hipóteses: ou faço um frasco grande e vou retirando assim que precisar ou faço vários frasquinhos (sendo cada um uma dose). Embora o pudim de chia seja super rápido de preparar (o que demora é esperar as 6-8 horas para solidificar), nem sempre há paciência para nos lembrarmos de preparar. Sendo assim, mantenho umas doses já feitas no frigorífico (aguentam alguns dias), restando apenas colocar a fruta ou doce, por exemplo. 

35a01e65c70940dcbe0cc01001a66fca

Acompanhamentos 

Como levo almoço todos os dias, costumo ter sempre qualquer coisa já preparada no frigorífico. Cá em casa há sempre um tacho de arroz, quinoa ou millet já cozidos, correspondendo já a 1/3 do almoço pronto! Por outro lado, como temos horta e como de vez em quando vamos lá apanhar alfaces, rúcula, cebolinho, etc, costumamos apanhar uma quantidade maior, lavar tudo bem lavado e guardar numa caixa bem fechada no frigorífico – assim continuam frescos e é só colocar no tupperware do almoço. Fazendo as contas, 2/3 do almoço já estão preparados! 🙂 Parece que não, mas há dias que estes pormenores fazem toda a diferença!

A dica que todos conhecem

Esta é a dica básica, mas funciona e é o que interessa! Basicamente consiste em fazer uma quantidade maior que o suposto para uma refeição, ou seja, cozinhar já a contar para o almoço do dia seguinte! Há quem consiga fazer um planeamento semanal e acho isso fantástico. Mas eu sou daquelas pessoas que não sabe o que lhe vai apetecer comer dali a 2 dias. Sendo assim, o máximo que consigo fazer é cozinhar a dobrar. 

Espero que tenham gostado e espero que partilhem comigo as vossas dicas! De certeza que têm alguma espécie de rotina alimentar! Estamos sempre a aprender 🙂  

Um beijinho, Sara. 

O que achaste? Conta-me tudo!